top of page

InFINItas Ideias #04 – Confira como foi a conversa com Manolo Sánchez, o CEO Global da Fini



Recentemente, foi ao ar o quarto episódio do InFINItas Ideias e a conversa foi com um convidado pra lá de especial: Manolo Sánchez, o CEO Global da The Fini Company.


Manolo, que também é neto de Dom Manuel, o fundador da Fini, compartilhou diversas histórias e curiosidades sobre a companhia.


Confira abaixo um resumo do que rolou por lá!

A PARTICIPAÇÃO DE MANOLO NO DESENVOLVIMENTO DOS PRODUTOS

Após uma breve apresentação, a conversa tem início com Manolo respondendo uma pergunta do host, Patrick, sobre o seu papel na cultura de desenvolvimento da companhia.


Manolo, que já está há 18 anos na Fini (13 deles só no Brasil), relatou que participou, de certa forma, do desenvolvimento de praticamente todos os produtos lançados ao longo desses anos, principalmente os direcionados ao mercado brasileiro.


Manolo, inclusive, conta de uma história inusitada sobre de onde surgiu a ideia do Regaliz Tubes de 15g.

“O insight para esse produto surgiu de uma conversa no trânsito de São Paulo”.

O COMEÇO DE TUDO: A TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE DOM MANUEL

Não é possível contar a história da Fini sem mencionar a trajetória do seu fundador, Dom Manuel Sanchez Cano, espanhol, filho de camponeses, que iniciou cedo uma jornada empreendedora que o levaria à criação da Fini.


Manolo relembrou histórias que seu avô lhe contou sobre as inúmeras empreitadas e negócios que ele teve ao longo dos anos: de fabricante de balas de chumbinho a produtor de bebidas, tudo realizado de forma artesanal, com muito esforço e com a ajuda de toda a família.


O espírito empreendedor de Dom Manuel e sua capacidade de enfrentar derrotas e se adaptar levaram-no à realização de um sonho. Finalmente, com o apoio de sua esposa, fundaram uma fábrica de doces que mudaria a vida de todos.


E, por falar nisso, Manolo revelou que o nome da marca, "Fini", foi uma forma que Dom Manuel encontrou para homenagear sua tão amada e inspiradora parceira, dona Josefa.

A CHEGADA DA FINI NO BRASIL

Manolo contou que os primeiros anos da Fini no Brasil foram bastante desafiadores, pois a empresa levou algum tempo para compreender a logística do mercado e, principalmente, o gosto do brasileiro.


A situação só mudou favoravelmente quando a Fini passou a dedicar mais atenção ao mercado brasileiro e a entender que o gosto e o consumo aqui eram diferentes dos da Europa.


Manolo continuou afirmando que foi fundamental compreender que a categoria precisava ser desenvolvida no Brasil, entendendo os canais de venda e os produtos mais adequados para cada um deles.


A partir daí, a Fini começou a prosperar em nosso país e não parou de crescer desde então.

A TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE MANOLO

A conversa prosseguiu com Manolo compartilhando um pouco de sua vida e trajetória profissional. Apesar de ter estudado a maior parte de sua juventude em um colégio interno com uma educação rigorosa, ele reconheceu o impacto positivo que isso teve em sua formação.


Inicialmente, Manolo não planejava seguir uma carreira na empresa da família, mas isso mudou após um acontecimento que o levou a aceitar a proposta de trabalhar na Fini.


Embora estivesse um pouco inseguro sobre abrir mão de sua antiga rotina, Manolo mudou de opinião depois de receber um conselho de seu avô:


“Aqui (na Fini), você irá aprender em 6 meses o que levaria 5 anos em uma faculdade”.

– Dom Manuel


Após ouvir isso, ele decidiu aceitar o desafio, mudou-se de cidade e começou a trabalhar na fábrica da Fini na Espanha.

DA PRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO GLOBAL DA FINI

Manolo diz que trabalhou por 4 anos na fábrica espanhola da Fini, onde aprendeu tudo o que pôde dos processos de fabricação dos produtos, até que, em determinado ponto, surgiu a oportunidade de vir atuar na fábrica do Brasil, que enfrentava problemas.


Apesar dos desafios significativos, Manolo enxergou muitas oportunidades ao chegar ao Brasil e identificou rapidamente o que precisava ser feito por aqui.


Prontamente, ele buscou montar um time de pessoas capacitadas e que estivessem alinhadas com o propósito da companhia, criando um time que fosse decisivo no crescimento e sucesso da Fini no Brasil.


“Cuidar da nossa gente para que ela seja feliz. Acho que é a chave do nosso negócio”.

O sucesso da gestão de Manolo o levou eventualmente à promoção para o cargo de CEO Global da The Fini Company, posição que ele ocupa há 3 anos.


Atualmente, ele está replicando o modelo de trabalho bem-sucedido implementado aqui em outros países onde a Fini também está presente.

Confira o bate-papo completo:

E mais: Entenda a importância de uma boa gestão de pessoas em uma franquia.

Se quiser saber mais sobre os modelos de negócios da Fini Franquias, acesse: https://www.finifranquias.com.br/

53 visualizações0 comentário
bottom of page